Renda-se, como eu me rendi. Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei. Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer entendimento. Clarice Lispector

Home Ask about Tumblr Textos Créditos

image
 Como as coisas mudam com o tempo. Antigamente os casais apaixonados trocavam cartas e mais cartas, quando batia aquela saudade, revirava os baús em busca daquele tão querido pedaço de papel, suspirava ao reler cada linha. O cavalheiro algumas vezes fazia serenata para a amada no inicio da noite, ela ficava feliz com aquilo. Os casais faziam passeios de bicicleta sem se preocuparem com nada. Passeavam pelos parques apenas a apreciar um momento com a pessoa amada. Andar de mãos dadas na rua era quase uma afronta aos pais dela. Hoje em dia, os casais trocam mensagens SMS, mensagens nas redes sociais. Indica algumas musicas, pois geralmente a letra delas expressa o que esta sentindo, mas cantar que é bom, a pessoa tem vergonha. Os passeios ao parque foram substituídos por tardes dentro de um shopping.  Andar de mãos dadas geralmente serve pra mostrar que são comprometidos. Então eu me pergunto onde esta todo esse romantismo que não é visto nos dias de hoje.

Texto postado em 19/10/2011 às 11:33am | Notes | (reblogue this!)

Mas não te procuro mais, nem corro atrás. Deixo-te livre para sentir minha falta, se é que faço falta… Tens meu número, na verdade, meu coração, então se sentir vontade de falar comigo ou me ver, me procura você.

Texto postado em 19/10/2011 às 11:30am | 0 notes | (reblogue this!)

image
Eu queria que em um dia qualquer, você chegasse de fininho, me abraçasse apertado e dissesse: Senti sua falta.

Texto postado em 19/10/2011 às 11:27am | 0 notes | (reblogue this!)

image

Queria que você me surpreendesse de alguma forma. Qualquer forma. Seja ela boa ou ruim. Não gosto quando as coisas estão paradas. Queria que você tivesse alguma atitude, mas não, você sempre espera a minha opinião sobre tudo o que vai fazer. Tome a frente da situação. Me faça uma surpresa. Apareça sem avisar. Ta valendo tudo para me manter interessada por você. Eu estou me esforçando ao Maximo para não deixar que essas coisas atrapalhem o que esta acontecendo com a gente. Eu te peço que não deixe as coisas continuarem como estão, pois do jeito que esta, o caminho mais próximo é o fim.

Texto postado em 19/10/2011 às 11:24am | Notes | (reblogue this!)

"Tenho uma metade que mente, trai, engana. Outra que só conhece a verdade. Uma parte que precisa de amor, carinho, pés com pés. Outra que sobrevive sozinha.”

—Caio Fernando Abreu
Texto postado em 19/10/2011 às 11:22am | 0 notes | (reblogue this!)

image

Por tudo que fomos. Por tudo o que não conseguimos ser. Por tudo que se perdeu. Por termos nos perdido. Pelo que queríamos que fosse e não foi. Pela renúncia. Por valores não dados. Por erros cometidos. Acertos não comemorados. Palavras dissipadas.Versos brancos. Chorei pela guerra cotidiana. Pelas tentativas de sobrevivência. Pelos apelos de paz não atendidos. Pelo amor derramado. Pelo amor ofendido e aprisionado. Pelo amor perdido. Pelo respeito empoeirado em cima da estante. Pelo carinho esquecido junto das cartas envelhecidas no guarda- roupa. Pelos sonhos desafinados, estremecidos e adiados. Pela culpa. Toda a culpa. Minha. Sua. Nossa culpa. Por tudo que foi e voou. E não volta mais, pois que hoje é já outro dia. 

                           (Caio Fernando Abreu)


Texto postado em 19/10/2011 às 11:21am | Notes | (reblogue this!)

image

Mas acontece tipo assim: lembro do seu rosto, do seu abraço, do seu cheiro, do seu olhar, do seu beijo e começo a sorrir, é assim mesmo, automático, como se tivesse uma parte do meu cérebro que me fizesse por um instante à pessoa mais feliz do mundo, mas que só você, de algum modo, fosse capaz de ativar. Eu sei, é lindo. Mas logo em seguida, quando penso em quão longe você está sinto-me despedaçar por inteira. Sabe a sensação de arrancar um doce de uma criança? Pois é, sou essa criança. E dói. Uma dor cujo único remédio é a sua presença. Então sigo assim, penso em você, sorrio, sofro e rezo, peço pra Deus cuidar da gente, amenizar essa dor e trazer logo a minha cura.

Texto postado em 19/10/2011 às 11:19am | Notes | (reblogue this!)

image

Vai ter amor, vai ter fé, vai ter paz… Se não tiver, a gente inventa.

                                            ~ (Caio F. Abreu)

Texto postado em 19/10/2011 às 11:17am | Notes | (reblogue this!)

image

Texto postado em 19/10/2011 às 11:15am | Notes | (reblogue this!)

image

Eu vou gostando, eu vou cuidando, eu vou desculpando, eu vou superando, eu vou compreendendo, eu vou relevando, eu vou… e continuo indo, assim, desse jeito, sem virar páginas, sem colocar pontos. E vou dando muito de mim, e aceitando o pouquinho que os outros tem para me dar. 
                                       ~ (Caio Fernando Abreu)

Texto postado em 19/10/2011 às 11:13am | Notes | (reblogue this!)
5 of 21 « 2 3 4 5 6 7 8 9 »